Educação a distância processo contínuo de inclusão social

Qual o papel da educação a distância no desenvolvimento de um indivíduo e no processo contínuo de inclusão social deste? Veja uma análise sobre o assunto.

» Página Inicial

Um dos itens muito discutidos na atualidade que preocupa governo e à sociedade como um todo é a importância da inclusão social das pessoas de uma maneira geral, pois atualmente existe uma enorme desigualdade social no Brasil onde boa parte da população não tem acesso a recursos educação, cultura e outros aspectos necessários ao desenvolvimento saudável de uma sociedade como um todo. Diversas estratégias são discutidas a fim de tentar diminuir a desigualdade social e promover a chamada inclusão social, que na prática significa permitir que pessoas que não têm acesso a esses recursos, possam ter de maneira satisfatória.

É nesse cenário que entra educação a distância como uma das possibilidades de promover a inclusão em um processo contínuo e não necessariamente em um momento isolado apenas. Nesse aspecto vale lembrar que a educação precisa ser vista de uma maneira muito mais ampla do que um curso apenas ou a inclusão de uma pessoa dentro de uma escola. Se observar a educação como base para o desenvolvimento do indivíduo onde ele estiver, percebemos que ela tem implicações no trabalho, no ambiente doméstico, nas relações de consumo de compra, no trânsito, entre outros locais que o indivíduo estiver inserido.

Contribuição da educação a distância

Diante disso a educação a distância pode contribuir para esse processo continuo porque ela é relativamente barata e acessível a qualquer lugar do país, desta forma é possível um indivíduo que tenho interesse em se inserir na sociedade atual ter acesso a inúmeros cursos gratuitos eu outros concurso relativamente baratos sem que este tenha a necessidade se deslocar a grandes centros vou estar presencialmente todos os dia em uma instituição de ensino. Quando observamos na internet a quantidade de cursos estão disponíveis à toda população, veremos que há grande potencial de desenvolvimento de um indivíduo e consequentemente a sua inclusão social se este aproveitar as opções de formação a distância que temos disponíveis.

3 motivos pelos quais acredito que a educação a distância contribui para a inclusão social

  1. Ela permite que pessoas da terceira idade volte a estudar, inclusive a fazer curso superior. Essas pessoas poderiam estudar na educação presencial, mas acredito que muitas não se sentiriam bem ao lado de jovens de 18 ou 20 anos. Não é a mesma turma e isto pode ser um empecilho que o modelo EAD não impõe.
  2. Ela permite que pessoas de baixa renda possa fazer faculdade. Por muito tempo o preço das mensalidades das faculdades impediu que muitos pudessem cursar uma graduação. Na educação a distância os valores são bem mais baixos e isto é uma importante contribuição para a inclusão social de muitas pessoas.
  3. Ela permite que pessoas de localidades remotas possam estudar. Fazer faculdade não é mais privilégio daqueles que estão nos grandes centros ou próximos deles. A inclusão social também começa quanto há oportunidades para pessoas nas mais diferentes regiões do país.


 
Veja também: